Buscar

Estreia do média-metragem “As paredes falam” marca o quinto aniversário da Café Preto Filmes.

Filme é a nona obra da produtora desde seu início em 2016.




Produzido com recursos da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei 14.017/2020) no município de Brusque, o média-metragem em ficção “As paredes falam” estreia nessa quinta-feira, dia 20 de maio, às 20h, no canal da Café Preto Filmes no Youtube.


A data para exibição do filme foi escolhida para comemorar os cinco anos que a produtora completa em 2021.


“Todo ano a gente faz algo especial nesta data, 20 de maio. Por coincidência, é a data que devemos entregar o projeto à Fundação Cultural de Brusque, como ele foi viabilizado com recursos da Lei Aldir Blanc. E não há melhor maneira de comemorar nosso aniversário. Produzir e lançar nossos projetos são as coisas mais gratificantes que têm. Graças ao fomento que foi a Aldir Blanc nos municípios, a economia criativa está em alta e ganhamos fôlego para resistir à pandemia, e com isso, comemorar nossos próximos anos de existência”, comenta Sérgio Azevedo, diretor e produtor da Café.


A produção gerou emprego e renda para mais de 30 fornecedores, entre empresas e profissionais que atuaram direta ou indiretamente na execução do projeto. Além de equipe técnica e elenco, são beneficiados estabelecimentos como: hotéis, restaurantes, postos de combustível, loja de variedades, contabilidade etc.


Para a produtora executiva e sócia da Café Preto, Betina Azevedo, a importância de projetos como o filme “As paredes falam”, impacta muito a classe artística. “Me sinto muito realizada em poder contratar artistas e gerar empregos durante a pandemia. Para muitos profissionais envolvidos no nosso média, foi o primeiro trabalho remunerado desde o início da pandemia, ou seja, alguns estavam a mais de um ano sem ter renda exercendo sua atividade no ramo cultural. Por isso valorizamos muito a Lei Aldir Blanc e o impacto positivo que ela causou”.


A produção aconteceu entre os dias 14 a 17 de abril, na cidade de Brusque, cumprindo todas as orientações de uso de máscara e álcool em gel, e limitando o número de pessoas necessárias à realização da obra na locação das filmagens. “É um grande desafio produzir durante a pandemia, uma vez que o cinema é uma arte muito coletiva, envolve bastante gente. Foi difícil, adiamos várias vezes as gravações, mas no fim deu tudo certo, graças a nossa equipe, que sempre me apoiou e compreendeu a situação. Sou muito grato a cada um que fez parte deste trabalho”, relata Sérgio.





Sobre o filme


“As paredes falam” é a segunda obra de ficção de Sérgio Azevedo como roteirista e diretor. O cineasta também produziu seis obras documentais, entre elas, o telefilme Do Outro Lado – A conquista de Matheus Rheine (2016), coprodução com a ESPN Brasil.


Sobre a história, Sérgio conta que: “sempre quis trabalhar com o ator Silvio José da Luz, e escrevi esse filme pensando no perfil dele para atuação. O desenvolvimento da trama foi acontecendo ao longo do processo, com contribuição da equipe e do Silvio também. Não sou muito bom em rotular os gêneros dos filmes, mas creio que produzimos um terror psicológico misturado com suspense. Estou muito feliz com o resultado. Graças aos profissionais envolvidos, fizemos um filme muito interessante, tenho certeza que vai emocionar de alguma forma cada um que assistir”.


Expediente: exibição do média-metragem de ficção “As paredes falam” (40 minutos), no dia 20 de maio, às 20h, no canal da Café Preto Filmes no Youtube.



Assista ao trailer:



Sinopse: Renato é um prisioneiro em sua própria casa. As paredes conversam com ele através de frases. O velho fotógrafo fica sem comunicação com o mundo lá fora e a comida está prestes a acabar. Depois de muitos dias confinado, Renato recebe uma visita inesperada.


Ficha técnica:

Elenco:

Silvio José da Luz

Juliete Silva

Roner Lucas Becker da Luz

Fernando Reis

Andressa Bigliardi

João Pedro Serpa da Luz

Samuel de Azevedo Caetano

Silvia Teske

Equipe técnica:

Roteiro e direção: Sérgio Azevedo

Assistente de direção: Ricardo Weschenfelder

2ª Assistente de direção: Paula Caroline Outeiro Rodrigues

Produção executiva: Betina Azevedo

Direção de produção: Lucas Bueno e Betina Azevedo

Direção de fotografia: Jaques Rangel

1º Assistente de câmera: Renato Baston

2ª Assistente de câmera: Fernanda Duarte

Making of still: Daiane Azevedo

Direção de arte: Daphine Xavier

Designer de efeitos: Roner Lucas Becker da Luz

Assistente de arte: Caroline Hilbert

Maquiagem: Jéssica Tavares

Som direto: Diego Dambrowski

Desenho de som: Davi Carturani

Músicas: Davi Carturani

Montagem: Ana Carla Machado

Finalização: Sérgio Azevedo

Motion Graphics: Jaques Rangel

Identidade visual: Roner Lucas Becker da Luz

Catering: Mariano Luís Muders



Veja a galeria de making of da produção:





32 visualizações0 comentário