Buscar

"De onde vim", curta de Sérgio Azevedo estreia dia 19 de novembro.

O curta-metragem "De onde vim", direção de Sérgio Azevedo, estreia dia 19 de novembro às 19h, durante a Semana da Consciência Negra, realizada pela Fundação Cultural de Brusque.



Hendy Bernard é haitiano e mora em Brusque.

 

A nova produção da Café Preto Filmes foi filmada em Brusque e Balneário Camboriú e contou com uma equipe de sete profissionais da região do Vale do Itajaí. 


O filme aborda a história de imigrantes haitianos que vivem em Brusque, e suas relações com Anelede, uma professora aposentada que se dedica a ensinar português para imigrantes de maneira voluntária,  todas as quintas-feiras, na Escola Oscar Maluche, no bairro Steffen. 


A exibição do curta será gratuita, no Hall da Fundação Cultural de Brusque, Rua Prefeito Germano Schaeffer 110, Centro 1 - em Brusque. 


O filme foi realizado através do Edital do Fundo Municipal de Apoio à Cultura de Brusque, com patrocínio da Prefeitura Municipal e da Fundação Cultural de Brusque. 


Sinopse: O documentário "De onde vim" acompanha o cotidiano de Hendy, um imigrante haitiano que vive em Brusque, trabalha, estuda e frequenta a igreja. Hendy aprendeu português nas aulas de Anelede, uma professora aposentada que se dedica a ensinar imigrantes. Hendy já está integrado à sociedade, diferentemente de imigrantes venezuelanos e cubanos que moram na cidade. O documentário aborda as conquistas, medos e sonhos de quem vem de outro país morar numa cidade “europeia” do sul do Brasil.



Produtora Betina Azevedo e o Assistente de direção, Ricardo Weschenfelder, durante as gravações do curta.

0 visualização
  • Vimeo - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza

Brusque - SC | Mampituba - RS